Najm us Saqib condena toque de recolher em Jammu e Caxemira

O embaixador do Paquistão, Najm us Saqib, expressou sua solidariedade ao povo de Caxemira e reiterou a condenação ao que chamou de “confinamento brutal de meses e toque de recolher imposto pela Índia nas regiões ocupadas de Jammu e Caxemira”.

O embaixador Najm us Saqib discursa no Dia da Defesa e de Solidariedade a Caxemira, na sede da representação diplomática, em Brasília.

A declaração do embaixador foi durante celebração pelo Dia da Defesa do Paquistão e de Solidariedade à Caxemira, na última sexta-feira (06), na sede da representação diplomática, em Brasília.

Us Saqib também rogou à Comunidade Internacional que persuadisse a Índia a cumprir os compromissos assumidos nas resoluções do Conselho de Segurança da ONU e deixasse de violar os princípios dos direitos humanos e do direto humanitário.

Residentes paquistaneses reunidos na embaixada.

Jornalistas, personalidades da mídia, diplomatas, representantes de “think tanks” e sociedade civil, acadêmicos e residentes paquistaneses se reuniram aos funcionários da embaixada paquistanesa durante o evento. Mensagens do presidente e primeiro-ministro do Paquistão, Imran Ahmad Khan Niazi, foram lidas na ocasião.

O presidente e primeiro-ministro do Paquistão, Imran Ahmad Khan Niazi. Foto: Divulgação.

O adido de Defesa do Paquistão, General de Brigada Mohammad Yousaf, destacou o significado histórico do Dia da Defesa e prestou homenagem aos heróis e mártires da guerra de 1965.

Muhammad Yousaf discursa durante celebração pelo Dia da Defesa.

O primeiro secretário da embaixada do Paquistão, Azeem Ullah Cheema, destacou as violações em massa dos direitos humanos em Caxemira pelas forças de ocupação indianas.

Cheema na sede da representação diplomática paquistanesa, em Brasília.

Destacando as ações ilegais, audaciosas e provocativas da Índia desde 5 de agosto deste ano, Cheema afirmou que o Paquistão permaneceria firme em seu apoio à causa da Caxemira até o fim.

Antes da comemoração, a comunidade muçulmana e funcionários da embaixada do Paquistão fizeram orações especiais durante Namaz-e-Jum’a por um futuro brilhante para o povo dos territórios de Jammu e Caxemira, ocupados pela India.

Author: Claudia Godoy

Jornalista e fotógrafa, atuei na cobertura de imprensa nos Ministérios da Fazenda, Agricultura, Planejamento, Indústria e Comércio, Relações Exteriores, Saúde, Educação, além de Congresso Nacional, Palácio do Planalto e Banco Central. Também repórter e produtora de rádio e tv.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.