Lígia Mera e a blusa romena que inspirou Matisse

A embaixatriz da Romênia, Lígia Mera, usou nesta segunda-feira (25), durante celebração da data nacional eslovena, no Museu de Valores do Banco Central, a blusa romena que inspirou o pintor Henri Matisse a criar a obra-prima homônima, de 1940. “Hoje é o Dia Mundial de usar a blusa romena”, disse a embaixatriz.

A pintura de Matisse, um óleo sobre tele, de 1940. Foto: Divulgação.
Mera usando a blusa ao lado do embaixador romeno. Foto: Claudia Godoy.

Quando pintou o quadro, Matisse vivia um período de se maravilhar com os desenhos dos trajes tradicionais do Leste Europeu e, sobretudo, com os da Romênia. Por essa razão, o pintor poderia ter pintado “a blusa romena” e antecipado a guerra na França, que apesar disso, não aparece na pintura.

A mulher retratada na tela surge plena de timidez, com um sorriso forçado pintado nos lábios negros, caracterizada pelo desconforto e, até mesmo, receio de algo.

Em óleo sobre tela, a obra está exposta hoje no Museu Nacional de Arte Moderna, no Centro George Pompidou, em Paris.

Já há algum tempo, Matisse havia deixado de lado as odaliscas, mouriscas, e até mesmo os arabescos e estava simplificando a sua obra. Ele estava pintando mulheres simples, comuns, mas cheias de expressividade, algumas de emotiva ternura.

Author: Claudia Godoy

Jornalista e fotógrafa, atuei na cobertura de imprensa nos Ministérios da Fazenda, Agricultura, Planejamento, Indústria e Comércio, Relações Exteriores, Saúde, Educação, além de Congresso Nacional, Palácio do Planalto e Banco Central. Também repórter e produtora de rádio e tv.

1 thought on “Lígia Mera e a blusa romena que inspirou Matisse

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.