Diretor do Hospital de Amor, conhecido como Hospital do Câncer de Barretos, pede reajuste da tabela do SUS

Henrique Prata durante discurso no Senado. Foto: Claudia Godoy

Henrique Prata, o diretor do Hospital de Amor, disse que a defasagem da tabela do SUS (Sistema Único de Saúde), que não é reajustada há 17 anos, prejudica principalmente os hospitais filantrópicos e o atendimento a pacientes oncológicos. Foi durante sessão no Senado Federal, em homenagem ao Hospital de Amor.

Corpo médico do Hospital. Foto: divulgação.
O portal de notícias Bacuri Brasil prestigiou a sessão em homenagem ao Hospital de Amor, no Senado Federal.

Ele reclamou, ainda, do excesso de burocracia no setor. “Levamos 11 meses para tirar um CNPJ quando instalamos um hospital em Porto Velho”, disse Prata. O diretor do Hospital de Amor disse contar com o presidente Jair Bolsonaro e com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para melhorar os valores da tabela do SUS.

Os jornalistas Claudia Godoy e Ivan Godoy com o representante da Assembleia Legislativa do Amapá, em Brasília, Elpídio Amanajás.

O governo paga aos hospitais conveniados valores previstos em tabela para procedimentos hospitalares de média e alta complexidade, além de atenção básica de saúde. A tabela do SUS não é reajustada há 17 anos.

Um dos pavilhões do hospital, que recebe doações de vários artistas. Foto: divulgação.

Mantido pela Fundação Pio XII, o Hospital do Amor é a maior instituição oncológica do país contando com unidades espalhadas pelas regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte.

Levantamento da Federação das Santas Casas do Espírito Santo divulgado em março deste ano mostra que a diária paga pelo SUS tem um valor médio de R$ 4 reais para cada paciente, insuficiente para cobrir os custos.

Author: Claudia Godoy

Jornalista e fotógrafa, atuei na cobertura de imprensa nos Ministérios da Fazenda, Agricultura, Planejamento, Indústria e Comércio, Relações Exteriores, Saúde, Educação, além de Congresso Nacional, Palácio do Planalto e Banco Central. Também repórter e produtora de rádio e tv.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.