Com crescimento estável e pleno emprego, Hungria investe pesado na proteção ao meio ambiente

Segundo o embaixador da Hungria, Zoltan Szentgyörgyi, o presidente Jair Bolsonaro foi convidado para visitar o seu país ainda este ano. Se aceitar o convite, o presidente brasileiro poderá ver de perto o famoso rio Danúbio, o segundo maior da Europa. Cerca de 98% das águas residuais da capital húngara são tratadas. De acordo com Szentgyörgyi, os planos húngaros são de neutralizar as emissões de gases até o ano de 2050 e já em 2023 possuir somente ônibus elétricos circulando pelo país. “Temos planos ambiciosos no que diz respeito à proteção ambiental”, disse o embaixador da Hungria. Ele informou, ainda, que os húngaros possuem alta tecnologia para tratamento de água. “Três grandes empresas húngaras querem atuar no Brasil “, disse Szentgyörgyi.

O embaixador húngaro durante entrevista exclusiva a Bacuri Brasil.

A Hungria registrou crescimento de 5,1% em 2018 e outros 5% no ano passado. O país possui o terceiro lugar no ranking de crescimento da Europa. Quanto ao emprego, o país também registra bons indicadores. Com 3,4% de desemprego, o que significa pleno emprego, o governo húngaro conseguiu gerar mais 800 mil postos de trabalho desde 2010. A população húngara é de cerca de 10 milhões de pessoas.

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, com o presidente brasileiro em janeiro de 2019, durante a celebração da posse presidencial de Bolsonaro. Foto: MRE.

As relações bilaterais entre Brasil e Hungria permaneceram estáveis nos últimos anos. As trocas comerciais estão no patamar de U$S 250 milhões, com as exportações húngaras para o Brasil na faixa de U$S 150 milhões.  O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, foi o único chefe de Governo europeu a prestigiar a posse do presidente Jair Bolsonaro, no início do ano passado. A Hungria foi citada no discurso de posse do chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, que a mencionou entre as “nações amadas”, junto com Israel, Itália e Polônia.

Depois, o deputado Eduardo Bolsonaro, como presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, também visitou a Hungria.

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Hungria durante visita ao Brasil. Foto. MRE.

Houve, ainda, a troca de visitas de deputados dos dois países, além dos ministros das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e das Relações Exteriores e Comércio húngaro, Péter Szijjártó, que foi recebido por Bolsonaro em outubro do ano passado. No próximo mês de fevereiro, o ministro da Agricultura da Hungria também fará visita ao Brasil.

Author: Claudia Godoy

Jornalista e fotógrafa, atuei na cobertura de imprensa nos Ministérios da Fazenda, Agricultura, Planejamento, Indústria e Comércio, Relações Exteriores, Saúde, Educação, além de Congresso Nacional, Palácio do Planalto e Banco Central. Também repórter e produtora de rádio e tv.

8 thoughts on “Com crescimento estável e pleno emprego, Hungria investe pesado na proteção ao meio ambiente

  1. Por ansiedad de rendimiento en el caso de disfunción eréctil se entiende como la presión psicológica para “rendir” adecuadamente durante el sexo. Los pequeños cambios pueden hacer una gran diferencia. …

  2. Sin embargo, siempre es lo más importante elegir el que mejor se adapte a las necesidades de cada paciente. Disfunción Eréctil Situacional: Cuando el hombre es capaz de obtener una erección en determinadas situaciones especificas pero en otras no. Comprar cialis genérico online seguro..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.