Cazaquistão ajuda a negociar paz na Síria

Desde 2017, o Cazaquistão participa das negociações de paz na Síria oferecendo sua capital, Nursultan, como sede de encontros entre emissários iranianos, turcos e russos, além do governo e oposição sírios.

A capital cazaque em foto de divulgação.

“Várias etapas de discussão já foram feitas. Nós organizamos o espaço para que emissários discutam o problema da Síria. Desejamos a paz”, disse o embaixador do Cazaquistão, Kairat Sarzhanov, com exclusividade para Bacuri Brasil.

O embaixador cazaque na sede da representação diplomática apresenta livro do primeiro presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev. Foto: Claudia Godoy.

O conflito sírio já dura cerca de 8 anos e resultou na morte de mais de 350 mil pessoas. Além disso, outro resultado da guerra, que foi iniciada em 2011, com a chamada Primavera Árabe, é que pelo menos a metade da população síria ou saiu do país ou teve de se deslocar internamente, deixando para trás suas casas e trabalho.

A destruição provocada pela guerra na Síria já fez metade da população sair do país ou se deslocar, abandonando suas casas e trabalho. Foto: Divulgacão.

As discussões na capital cazaque também alcançam as condições do retorno dos refugiados e deslocados, bem como a reconstrução do país após o conflito.

Com o intuito de intermediar o processo de paz na Síria, emissários do Irã, Rússia e Turquia realizam na capital cazaque rodadas de discussões. Também participam da reunião delegações do governo e da oposição sírios. “Estamos convencidos de que os esforços irão resultar em paz”, afirma Sarzhanov.

Os 8 anos de guerra na Síria já provocaram a morte de mais de 350 mil pessoas. Foto: Divulgação.

O embaixador Sarzhanov afirma que a escolha da capital do Cazaquistão para negociar a paz na Síria não é por acaso. “No Cazaquistão vivem mais de 130 nacionalidades diferentes. A cada três anos realizamos fórum mundial das religiões”, informa. “O objetivo das discussões é reunir todos para promover a paz”, acrescenta Sarzhanov.

O embaixador cazaque concede entrevista exclusiva à Bacuri Brasil.

O embaixador cazaque diz, ainda, acreditar que graças às medidas a paz na região está próxima. O conflito na Síria já dura cerca de 8 anos. Mais de 350 mil pessoas já morreram em função do conflito.

Author: Claudia Godoy

Jornalista e fotógrafa, atuei na cobertura de imprensa nos Ministérios da Fazenda, Agricultura, Planejamento, Indústria e Comércio, Relações Exteriores, Saúde, Educação, além de Congresso Nacional, Palácio do Planalto e Banco Central. Também repórter e produtora de rádio e tv.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.