BRICS: Declaração de Brasília cita formação de dois estados para israelenses e palestinos

A “Declaração de Brasília”, o documento final da Cúpula do BRICS, que se encerrou nesta quinta-feira (14), em Brasília, diz que a formação de dois estados permitirá que israelenses e palestinos vivam lado a lado, em paz e segurança no Oriente Médio. O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, enfrentou problemas com o Mundo Árabe após anunciar que iria transferir a embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém. Depois, Bolsonaro recuou da decisão.

“Somos unânimes em nossa determinação de que os conflitos em outras partes do Oriente Médio e do Norte da África não devem ser usados como pretexto para atrasar a resolução do conflito de longa data entre Palestina e Israel “, destaca o documento.

Outros conflitos na região também receberam a atenção dos líderes, como a crise humanitária no Iêmen e a soberania da Síria. O Afeganistão e a península coreana também foram citados. O terrorismo internacional foi condenado pelos chefes de Estado e de Governo do BRICS.

Author: Claudia Godoy

Jornalista e fotógrafa, atuei na cobertura de imprensa nos Ministérios da Fazenda, Agricultura, Planejamento, Indústria e Comércio, Relações Exteriores, Saúde, Educação, além de Congresso Nacional, Palácio do Planalto e Banco Central. Também repórter e produtora de rádio e tv.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.