Bolívia cresce em média 5% ao ano, mais que Estados Unidos

O Estado boliviano hoje é o dono do gás, mas os empresários exploram os recursos com bons lucros. E todos ganham porque o dinheiro dos recursos naturais bolivianos são investidos no país. A pobreza foi reduzida à metade, levando a Bolívia a uma posição melhor no ranking da desigualdade na América Latina. Antes, era considerado o mais desigual.

Conversei com o embaixador da Bolívia no Brasil, José Kinn Franco, que explicou como o país alcançou os resultados positivos enquanto a América Larina registra recessão.

Conversei com o embaixador da Bolívia, José Kinn Franco, que explicou como o país registro o crescimento enquanto a América Latina registra recessão.

Author: Claudia Godoy

Jornalista e fotógrafa, atuei na cobertura de imprensa nos Ministérios da Fazenda, Agricultura, Planejamento, Indústria e Comércio, Relações Exteriores, Saúde, Educação, além de Congresso Nacional, Palácio do Planalto e Banco Central. Também repórter e produtora de rádio e tv.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.