Aumenta em 10,67% comércio entre Brasil e Romênia. Embaixador ressalta importância de acordo do Mercosul e União Europeia

A Romênia conseguiu aumentar o intercâmbio econômico com o Brasil em 10,67%, no ano passado, em relação a 2017. Para o embaixador da Romênia, Stefan Mera, no entanto, o comércio poderia ser ainda maior. “A capacidade das empresas romenas é muito grande”, afirma. Os romenos entraram para a União Europeia em 2007 e são membros da OTAN desde 2004.

Mera ressalta a importância de um acordo do Mercosul com a União Europeia para simplificar os negócios. “Neste momento as exportações para o Brasil estão difíceis. As taxas são muito altas”, afirmou Mera.

O embaixador da Romênia, Stefan Mera, na sede da embaixada, em Brasília.
Foto: Claudia Godoy

A Romênia é o único país latino na Europa do leste. Registrou um crescimento econômico de 3%, em 2018, e deve crescer outros 5%, em 2019. Tornou-se o destino favorito dos balcãs e Europa Central em função da ênfase que vem dando à inovação e transferência de tecnologia.

O comércio entre os dois blocos seria simplificado, facilitando os negócios, porque a base de princípios econômicos passaria a ser semelhante. “Os países que fazem parte da União Europeia não podem comercializar com países que não cumpram as normas estabelecidas pelo bloco, por exemplo”, lembra o embaixador. E quanto às taxas, o embaixador romeno cita o exemplo do vinho romeno que para ser vendido no Brasil custaria duas ou três vezes mais caro que o argentino em função das taxas.

O embaixador romeno informa que o futuro da Romênia está ligado à inovação tecnológica. Foto: Claudia Godoy.

A Romênia compra do Brasil minérios, alimentos e bebidas. Eles nos vendem peças de carros da marca Renault, mas estão investindo pesado para incrementar a cooperação na área de TI, Tecnologia da Informação. Três dos mais importantes antivirus do mundo são romenos, inclusive do sistema Windows. Os romenos têm um projeto, por exemplo, de informatizar totalmente a cidade de Itapiranga, em SC, uma das cidades brasileiras com grande comunidade de descendentes de romenos.

Mera cita o exemplo do período da crise europeia, entre 2008/2009, quando os negócios entre os dois países atingiram US$ 1 bilhão. “Neste período, as empresas romenas se reorientaram para o Brasil com a depressão que atingiu a Europa”, lembrou o embaixador.

Author: Claudia Godoy

Jornalista e fotógrafa, atuei na cobertura de imprensa nos Ministérios da Fazenda, Agricultura, Planejamento, Indústria e Comércio, Relações Exteriores, Saúde, Educação, além de Congresso Nacional, Palácio do Planalto e Banco Central. Também repórter e produtora de rádio e tv.

1 thought on “Aumenta em 10,67% comércio entre Brasil e Romênia. Embaixador ressalta importância de acordo do Mercosul e União Europeia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.