sábado, 13 abril, 2024
25.5 C
Brasília

Paquistão importa gado brasileiro para melhorar rebanho do país

OUTROS DESTAQUES

Por Claudia Godoy

Os paquistaneses fazem história na agricultura. Nesta quarta-feira,  29, o Paquistão embarcou 173 cabeças de gado, de Ibitinga, no interior de São Paulo, com o intuito de melhorar a produção de leite e carne paquistanesa.


Os animais são,  em sua maioria, do tipo zebu, uma raça originária daquela região,  que foi melhorada geneticamente pelo Brasil. A cooperativa paquistanesa,  responsável pelo embarque dos animais, deve doar o sêmen dos animais para pequenos agricultores do país asiático.

A missão tem significado histórico e comercial, pois o gado do tipo zebu está voltando para a região de origem com o intuito de ajudar a melhorar a produção do Paquistão.

Muhammad Babar Chohan, Conselheiro Comercial da embaixada do Paquistão.  📸divulgação

O Conselheiro Comercial do Paquistão,  Muhammad Babar Chohan, estava presente durante o embarque dos animais. Ele explicou que a missão deve mostrar aos agricultores paquistaneses que é possível melhorar a produção e garantir a qualidade dos alimentos.  “Estou feliz de ver como as coisas chegam até a gente. Estou vendo todos os estágios do desenvolvimento do gado. Quero mostrar ao Paquistão que vai haver uma evolução.  Uma nova era para o Paquistão e para o futuro do mundo”, disse o diplomata paquistanês.

“Uma nova era para o Paquistão e para o futuro do mundo”, disse o diplomata paquistanês”, disse o Conselheiro Comercial da embaixada do Paquistão.  📸Reprodução
Jorge Zakhem, acompanhado de todo o staff que trabalhou pelo embarque do gado brasileiro para o Paquistão.  📸divulgação.
O gado sendo embarcado. 📸divulgação.
Embarque do gado. 📸divulgação

O gado passou por quarentena antes de embarcar rumo ao Paquistão. Os animais também receberam tratamento especial, com água,  comida e ambiente especial para garantir a segurança e conforto deles no transporte e viagem.

spot_img
spot_img